conecte-se conosco


Policial

Acadepol e TCE estreitam parcerias para promoção de cursos de especialização

Publicado

 Assessoria | PJC-MT

O diretor da Academia de Polícia Judiciária Civil, delegado Welber Batista, e diretor adjunto, delegado Bruno Barcellos, estiveram reunidos com o conselheiro do Tribunal de Contas do Estado, Moisés Maciel, na tarde de quarta-feira (13.03), na sede Academia da Polícia Judiciária Civil (Acadepol)..

O objetivo da reunião foi estreitar a parceria entre os órgãos, visando a promoção de cursos de especialização e treinamento técnico operacional. De acordo com o delegado Bruno Barcellos estiveram em pauta tratativas importantes relacionadas a aprimoramento do trabalho dos servidores.

“A reunião serviu para entabular uma parceria entre a Escola de Contas e a Acadepol, no sentido de promoverem cursos de alto rendimento que serão revertidos em favor da sociedade, uma vez que os servidores capacitados trarão maior eficiência às suas atividades fins”, afirmou o delegado.

Participaram da reunião, policiais civis e assessores do TCE/MT.

 

 

Fonte: PJC MT
Comentários Facebook
Leia mais:  Casal é preso em Jaciara por homicídio ocorrido em Cuiabá
publicidade

Policial

Delegado Rogério Gualda se aposenta com a sensação de dever cumprido

Publicado

por

Fabiane Rewel Assessoria | PJC-MT

“Sou um entusiasta. Sempre trabalhei como policial porque gosto da profissão”. É com essa frase que o delegado de polícia, Miguel Rogério Gualda Sanches, encerra suas atividades como policial civil, ao assinar sua aposentadoria no dia 20 de março.

Rogério Gualda começou a carreira policial como investigador no Estado de São Paulo, onde atuou por nove anos e após passar no concurso para delegado de polícia, no ano de 1999, se mudou para Mato Grosso.

De lá pra cá se passaram vinte anos. Quando chegou em Mato Grosso,  sua primeira lotação foi a Delegacia de Paranaíta, local em que trabalhou por um ano e meio, tendo atuado em sete delegacias da regional de Alta Floresta.

Após trabalhar no interior do Estado, o delegado veio para a Capital e sua primeira lotação foi na Delegacia Especializada de Roubos e Furtos (DERF), tendo passado em todas as delegacias da Diretoria Metropolitana, inclusive na Gerência Estadual de Polinter.

Leia mais:  Dema e Sema apreendem 535 m³ de madeira serrada e multam madeireira em R$ 407 mil

Foi delegado Regional de Várzea Grande durante três anos e Diretor Metropolitano por dois anos, no biênio 2015/2016. Nos últimos dois anos de sua carreira policial, Rogério trabalhou na Delegacia Especializada de Homicídio e Proteção a Pessoa, respondendo também pelo Núcleo de Pessoas Desaparecidas, que funciona dentro da DHPP.

Para Rogério trabalhar na polícia foi uma grande honra. Na instituição se realizou como profissional participando de grandes operações policiais, o que foi muito bom para sua carreira. “Deixo a instituição com a sensação de dever cumprido, procurei sempre fazer meu trabalho da melhor forma possível”.   

O delegado aposentado deseja aos futuros policiais, que vierem a ingressar na Polícia Civil, que possam se dedicar à instituição. “Ser policial é uma profissão muito nobre”, ressaltou Gualda.

Dessa forma, Rogério encerra seus 29 anos como policial civil, tendo trabalhado um ano na iniciativa privada, completando trinta anos de contribuição. Rogério Gualda disse que agora, aposentado, pretende empreender e recomeçar na área empresarial.

Leia mais:  Traficante alega fins medicinais após ser flagrado com estufa de maconha em apartamento na Capital

 

 

Fonte: PJC MT
Comentários Facebook
Continue lendo

Policial

Política MT

Mato Grosso

Nacional

Entretenimento

Tecnologia

Mais Lidas